Creio que, com o tempo, merecemos que não haja governos [Borges]

ANTOLOGIA “Portugal 0”

CarlosA_Machado__CAPA2.inddRio de Janeiro, Oficina Raquel,  colecção Portugal 0, nº 7, coordenação de Luis Maffei, prefácio de Mauricio Salles Vasconcelos, 2013

Mais uma vez o regresso a casa.
Às escuras arrasto as mãos pelas paredes
arranho o puído papel e lustroso
e vê lá onde pões os pés meu estupor.
Quente demasiado quente o cheiro
e um tacteio mais num dorso conhecido
aguento o estômago a vazar sobre a enxerga.
Os ratos como sempre dominando tudo.